Projetos

Home / PELD / Projetos

Proposta geral

O Cerrado é conhecido pela imensa e intrincada rede de sistemas aquáticos, em grande parte riachos, bem como por seu papel na manutenção de grandes bacias hidrográficas do país, tendo em vista que é nele que se originam afluentes para três principais delas: Paraná, São Francisco e Tocantins- Araguaia. Além disso, o Cerrado é caracterizado como hotspot para a conservação da biodiversidade devido a elevada riqueza de espécies e ao alto grau de endemismo com acentuada perda de hábitats.

 

O PELD-AGCV encontra-se dividido em dois eixos em função dos ambientes considerados: 1. ecossistemas terrestres e 2. ecossistemas aquáticos (lóticos e lênticos) em áreas protegidas. Por sua vez, as questões centrais a serem abordadas para a conservação e manejo da biodiversidade e funcionamento de ecossistemas podem ser divididas em três linhas temáticas com diferentes grupos taxonômicos (vertebrados – aves e mamíferos, invertebrados terrestres – drosofilídeos e lepidópteras, invertebrados aquáticos e microbiota fúngica). Essas questões são as seguintes:

 

  1. Monitoramento da diversidade de grupos de vertebrados e invertebrados em

função de impactos em áreas protegidas (defaunação, poluição sonora,

luminosa e invasões biológicas);

 

  1. Avaliação das interações entre diversidade de fitofisionomias de Cerrado e a

diversidade de comunidades fúngicas de solo (micorrízicas e saprofíticas);

 

  1. Monitoramento de ambientes aquáticos (lóticos e lênticos) quanto a

variações sazonais e eventos extremos e dinâmica trófica.

 

Sub-propostas

  1. Monitoramento da diversidade de grupos de vertebrados e invertebrados em função de impactos em áreas protegidas (poluição sonora, luminosa e invasões biológicas)

 

Coordenação geral: Prof. Emerson Vieira (UnB)

Sub-projetos:

  1. Monitoramento e avaliação das populações de pequenos mamíferos associadas a áreas florestais em distintos níveis de perturbação pós-fogo

 

Objetivo geral: Avaliar os efeitos a médio prazo do fogo (5-7 anos) em populações de pequenos mamíferos de áreas florestais

 

Equipe: Dr. Emerson Vieira (coordenador, UnB)

 

  1. Avaliação do papel ecológico exercido por roedores de maior porte (cutias) na dispersão de sementes

 

Objetivo geral: Determinar espécies de sementes grandes (p. ex. buriti, jatobá) ainda estão sendo dispersas na área de estudo e quais os agentes responsáveis por esse processo

 

Equipe: Dr. Emerson Vieira (coordenador, UnB)

 

 

  1. Avaliação do uso do espaço por espécies de aves, associando os padrões com um zoneamento acústico da AGCV. Avaliar os efeitos da poluição sonora sobre as aves associadas ao cerrado e a mata de galeria na AGCV

 

Objetivo geral: Verificar se ocorre uma variação sazonal nos valores dos índices acústicos associados com as comunidades de aves de cerrado e mata de galeria na AGCV;

Equipe: Dr. Ricardo Machado (coordenador, UnB);

 

  1. Avaliação dos impactos causados pela poluição sonora e poluição luminosa sobre os morcegos de áreas protegidas na região de Brasília, Distrito Federal

 

Objetivo geral: Avaliar os efeitos da poluição sonora e acústica sobre a ocorrência de espécies de morcegos nos principais ambientes da área de estudo;

 

Equipe: Dra. Ludmilla Aguiar (coordenadora, UnB)

 

  1. Monitoramento de assembleias de drosofilídeos e de lepidópteros

 

Objetivo geral: Determinar as flutuações normais das populações de borboletas frugívoras e drosofilideos utilizados como bioindicadores para avaliação de alterações nos habitats relevantes e aconselhamento para o manejo de áreas protegidas.

 

Equipe: Dra. Rosana Tidon (coordenadora, UnB); Dr. Onildo Filho (coordenador, UnB); Leandro Mencarini (UnB); Bruna Oliveira (UnB); Barbara Thompson (ICMBio)

 

  1. Avaliação das interações entre diversidade de fitofisionomias de Cerrado e diversidade de comunidades fúngicas de solo (micorrízicas e saprofíticas)

 

Coordenação geral: Prof. Mercedes Bustamante (UnB)

 

  1. Monitoramento da composição e estrutura das comunidades de fungos micorrizicos e saprofíticos de solo e serapilheira associados as diferentes fitofisionomias do Cerrado

 

Objetivo geral: Verificar a diversidade de fungos micorrizicos e saprofíticos nas fitofisionomias de Cerrado

 

Equipe: Dr. Ricardo Kruger (UnB); Dra. Maria Regina Sartori (UnB); Dra. Maria Mendes (UnB); Julianna Peixoto (UnB); Renata Santana (UnB); Carla Vizzotto (UnB);

 

 

  1. Monitoramento de ambientes aquáticos (lóticos e lênticos) quanto a variações sazonais e eventos extremos e dinâmica trófica

 

Coordenação geral: Prof. Luciana Galvão (UCB)

 

  1. Monitoramento de ecossistemas aquáticos da APA Gama e Cabeça-de-Veado em relação as variáveis físicas e químicas da água e do sedimento, bem como avaliação da estrutura das comunidades em diferentes escalas temporais (sazonal, interanual e curta duração).

 

Objetivo geral: Monitorar as variáveis físicas e químicas da água e sedimentos em escala sazonal (estação de seca, chuva e transições) e monitorar comunidade de macroinvertebrados bentônicos

 

Equipe: Elisa Alvim (UnB); Barbara Fonseca (UCB); Enock Junior (UCB); Francisco Diogo Sousa (UnB); Gabriela Nardoto (UnB); Gean Carvalho (UCB); Giovanna Cordeiro (UnB); Jaidson Lima (UCB); Jakson Roeder (UCB); Jonatas Silva (UCB); Kaiki Oliveira (UCB); Luciano Cemim (UCB); Lourdes Loureiro (UCB); Margareth Marques (UCB); Mateus Ferreira (UCB); Melina Guimarães (UCB); Renan Souza (UCB); Sílvia Alcanfor (UCB); Tiago Kisaka (UnB); Yara Regina (UCB).